SportSC

Seu portal de noticias de esportes

Brasil derrota a Espanha e é bicampeão olímpico no futebol nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Com dose extra de emoção, o Brasil venceu a Espanha por 2 a 1 na manhã deste sábado (7), em Yokohama (Japão), e garantiu o segundo ouro consecutivo do futebol masculino em Jogos Olímpicos. O heroi da final foi o atacante Malcom, que entrou na prorrogação e decidiu. Com o resultado, o país somou seu sétimo ouro nos Jogos de Tóquio, igualando o desempenho no Rio, cinco anos atrás.

Brasil e Espanha fizeram um duelo equilibrado e movimentado desde o início. Aos 15 do primeiro tempo, Diego Carlos salvou em cima da linha o que seria o gol espanhol. Aos 37, após checagem do VAR, foi assinalado pênalti do goleiro Unai Simón em saída atrapalhada da meta, atropelando Matheus Cunha. No entanto, na cobrança, Richarlison chutou por cima do gol, desperdiçando a chance de abrir o placar.

O jogo

Paciência foi o substantivo que melhor traduziu a Seleção Brasileira frente à Espanha na etapa inicial. Em um jogo extremamente estudado, a Canarinho conseguiu se soltar ao longo do tempo, criou as melhores chances e desceu para o intervalo em vantagem. A primeira boa chegada foi dos espanhóis. Aos 15, Oyarzabal recebeu bola alta na área brasileira e escorou de cabeça, na direção da meta de Santos. Só que Diego Carlos estava atento e tirou em cima da linha.

A partir de então a Seleção passou a pressionar a Espanha. Aos 24, Arana encontrou Richarlison pela esquerda. O camisa 10 bateu de canhota e acertou a rede pelo lado de fora. Até que, na marca dos 33, o goleiro Simón tentou cortar a bola aérea e acabou acertando Matheus Cunha. Após auxílio do VAR, o árbitro Chris Beath assinalou o pênalti. Mas Richarlison, que foi para a cobrança, chutou alto demais e mandou para fora.

Acontece que o Brasil mostrou porque é o atual detentor da medalha de ouro do futebol. Aos 46, Claudinho cruzou na área, Daniel Alves escorou para Matheus Cunha, que ganhou no meio de três e finalizou com categoria para colocar a Canarinho em vantagem.

Brasil: Santos, Daniel Alves, Nino, Diego Carlos, Guilherme Arana; Douglas Luiz, Bruno Guimarães, Claudinho (Reinier) e Antony (Gabriel Menino); Matheus Cunha (Malcom) e Richarlison (Paulinho)

A CAMPANHA DOURADA

Brasil 4 x 2 Alemanha 

Brasil 0 x 0 Costa do Marfim

Brasil 3 x 1 Arábia Saudita

Brasil 1 x 0 Egito

Brasil 0 (4 x 1) 0 México

Brasil 2 x 1 Espanha

Com informações de EBC/AGENCIA BRASIL